Cone Hindu

O cerume (cera de ouvido) pode obstruir o canal auditivo, causando prurido (coceira), dor e perda auditiva temporária. O cerume, é composto de descamação, de secreção sebácea e do produto de glândulas cerimoniosas. É produzido na porção do “canal auditivo” mais próxima do orifício onde ficam os “pelinhos” e desempenha um papel protetor, no sentido de aglutinar e reter partículas estranhas e micróbios.

Certos indivíduos apresentam produção aumentada de cerume, o que leva à formação de verdadeira rolha, que pode acarretar surdez súbita, ou até dor de ouvido e tontura. A limpeza dos ouvidos não deve nunca ser realizada com as hastes flexíveis e isto serve para indivíduos de todas as idades, inclusive crianças e bebês.

Os bastonetes envolvidos em suas extremidades por algodão podem ferir a pele do ouvido, favorecendo sangramentos e a instalação de infecções; empurrar a cera mais para dentro ou até perfurar o tímpano, causando perda da audição. O ouvido externo é formado pela parte externa do ouvido (orelha, pavilhão auricular) e pelo canal auditivo (meato auditivo externo). Os distúrbios do ouvido externo incluem obstruções, infecções, lesões e tumores.

Deus foi sábio ao criar os dedos das mãos grossos demais para serem introduzidos nos ouvidos. As orelhas devem ser limpas ou secas apenas superficialmente e externamente, após os banhos e com toalhas macias.

A Técnica de Desobstrução dos Ouvidos, com Cones, é uma sabedoria antiga redescoberta… Um remédio popular para desobstruir e purificar o canal do ouvido. É usada em várias partes do mundo, incluindo Europa e Estados Unidos.

O tratamento com os cones chineses além da parte física, também promove um re-equilíbrio sensorial e emocional, trazendo à tona a sensibilidade. Eles apuram os sentidos – depois do tratamento, há uma melhora na visão, olfato, paladar, audição, além do re-equilíbrio emocional…

Indicações

Perda de audição causada por excesso de cerume, rinites, sinusites e otites, tonturas sem causas definidas, alguns casos de Zumbido nos ouvidos, excesso de mucosidade (ouvido, nariz e garganta), higiene dos ouvidos, otalgias causada por otites, enxaquecas, sinusite crônica, síndrome de Meniére, ativa a  circulação nos ouvidos, vertigens.

Contra-indicações

Processos cirúrgicos recentes, cisto nos ouvidos, mastoidite, corrimentos, osteosclerose, perda de audição congênita, tumores no ouvido.

Curiosidade

Segundo a lenda, durante as limpezas nas cerimônias de sacrifícios das aldeias indígenas primitivas da América do Norte, os indígenas queimavam as palhas de arroz e as colocavam nos ouvidos. Terminando este processo de limpeza, sentiam um bem-estar no corpo todo e o cérebro ficava mais lúcido, achavam que podiam curar as doenças e os demônios não os atingiam.

Esta aplicação natural antiga e milenar foi levada pelos imigrantes europeus da América do Norte, sendo então aplicado na medicina européia.

Segundo a lenda, a aplicação do cone Hindu ou Chinês, para os ouvidos é milenar, existindo desde o antigo Egito, na Índia, na China, no Tibet e até na Europa atual. É uma das disciplinas oficiais nas faculdades de medicina da Alemanha que é um país com tecnologia avançada na medicina.

Este segredo do cone foi passado de geração em geração e hoje faz parte da cultura européia principalmente na Itália e Alemanha.

Fonte: Brasil Oriente